26 de fev de 2012

Nem tudo que tem nutrientes é alimento


Se lançassem um tipo de isopor comestível com vitaminas adicionadas e um sabor bom e viciante, você comeria?

Se bobear, já come, né?

E se lançassem um tipo de detergente com gosto de xarope açucarado, acrecido de gás, nas versões estupidamente calórica, zero caloria e com vitaminas, você tomaria?

Esse certamente você já toma. Chama-se refrigerante.

E sabe o que é mais incrível? Que os fabricantes tenham o direito de dizer que seus produtos são saudáveis, ainda que usando uma linguagem indireta. Deveria existir alguma regulamentação para o uso desse termo, né não? 


Nenhum comentário: