12 de mar de 2006

Iogurte magro, mas de mentira


Um dos livros que tive vontade de adquirir na Bienal foi o “O que Einstein disse a seu cozinheiro”, do químico Robert L. Wolke, volumes 1 e 2. O autor desvenda uma série desses mistérios alimentares que já comecei a questionar aqui. Um trechinho que li chamava atenção para a composição atual dos iogurtes, em especial esses que têm 0% de gordura. Eu bem que já desconfiava que um iogurte sem nata não poderia ser iogurte. Wolke avisa que um produto que tem pectina pode estar mais para gelatina do que para coalhada. Mais não dá pra contar aqui só com o que folheei no estande da Jorge Zahar Editor. Quem quiser que compre (R$44,50). Mais informações no site da editora http://www.zahar.com.br/cat_detalhe.asp?id=0900

Nenhum comentário: